Vacina contra pneumonia: doença é a maior causa infecciosa de óbitos em crianças e adultos

17/11/2022 Saúde | Vacinas Saúde Livre Vacinas
[read_meter]

Mãozinhas na boca, brinquedos compartilhados, alimentos que rolam no chão: cenas que fazem parte do desenvolvimento natural dos bebês também são um desafio para o sistema imunológico, que é considerado imaturo até os cinco anos. Mas alguns micro-organismos, como o Streptococcus pneumoniae, oferecem um risco maior à saúde. Felizmente, a vacina pneumocócica, ou a vacina contra pneumonia, é uma aliada no combate.

O imunizante é capaz de prevenir a pneumonia causada pelo pneumococo, bactéria responsável por 60% dos casos da doença. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a doença é a maior responsável por infecções que levam crianças e adultos à óbito.

Dados da agência mostram que, em 2019, 740 mil crianças menores de cinco anos foram à óbito por pneumonia em todo o mundo. O número representa 14% de todas as mortes de crianças nesta faixa etária. Dessa forma, em 2030, o número pode chegar a quase 6 milhões.

Doença

Apesar de ser conhecida com mais frequência pela inflamação pulmonar, essa bactéria pode causar ainda por meningite, otite média, sinusite, septicemia (infecção do sangue), osteomielite (infecção dos ossos) e artrite infecciosa.

A infecção pode atingir qualquer pessoa, e em qualquer idade. No entanto,  as doenças pneumocócicas têm uma probabilidade muito maior de atingir as crianças com menos de dois anos. O risco pode aumentar com a presença de outras doenças, como anemia falciforme, portadores de condições crônicas que afetem coração ou pulmões, prematuros e imunocomprometidos.

O pneumococo é altamente contagioso. Ele se espalha com facilidade pelo ar, por meio de gotículas de saliva, espirro, tosse, beijos e contato direto com uma pessoa contaminada. Mesmo assim, nem sempre os sintomas estão presentes, e é possível estar infectado sem saber, com presença da bactéria na garganta.

Nesse sentido, estima-se que a maioria das crianças, mesmo sem desenvolver a doença, tenha tido contato e transmitido o micro-organismo em algum momento da fase pré-escolar.

A pneumonia é uma infecção que se instala nos pulmões, causando febre alta, tosse com secreção, falta de ar, dor no peito, cansaço e outros sintomas.  O diagnóstico é feito a partir de exame clínico, com auscultação dos pulmões e radiografias de tórax.

Além da vacina, outras formas de prevenção são lavar as mãos com frequência, evitar aglomerações e manter locais arejados.

Vacina contra pneumonia

A vacina pneumocócica conjugada 10-valente (VPC10) está disponível no Sistema Único de Saúde (SUS). Ela previne cerca de 70% das doenças graves causadas por dez sorotipos de pneumococos.

Nas clínicas privadas, também está disponível a vacina pneumocócica conjugada 13-valente (VPC13), que previne cerca de 90% das doenças graves causadas por 13 sorotipos de pneumococos.

A recomendação do Programa Nacional de Imunizações (PNI), do Ministério da Saúde (MS), é de duas doses. A aplicação ocorre aos dois e quatro meses de idade, com reforço aos 12 meses.

Já a vacina pneumocócica 23-valente (VPP23), que abrange 23 sorotipos da bactéria, tem recomendação de uso somente para maiores de 60 anos e pessoas com mais de dois anos que possuam algum problema de saúde que aumente o risco para doença pneumocócica.

Posts relacionados

Vacinas para viagem: saiba quais destinos exigem e quais documentos levar

Assim como decidir o destino, adquirir as passagens e coordenar as datas, o cuidado com a saúde deve ser planejado com antecedência para evitar surpresas e garantir um passeio tranquilo. As vacinas para viagem, por exemplo, precisam ser tomadas pelo menos 15 dias antes para que tenham tempo de desenvolver a proteção.

[read_meter]
Saúde Livre Vacinas, 19 de junho de 2024

Se a vacina BCG não deixou marca no braço é preciso reaplicar?

A pequena cicatriz é comum e já esperada pelos pais quando o bebê recebe um dos seus primeiros imunizantes. Mas e se a vacina […]

[read_meter]
Saúde Livre Vacinas, 06 de junho de 2024

A importância da vacina de HPV para homens: estudo mostra queda nos casos de câncer

Enquanto a literatura médica tem documentado a redução significativa nos casos de câncer em mulheres imunizadas contra o papilomavirus humano, as pesquisas sobre os […]

[read_meter]
Saúde Livre Vacinas, 29 de maio de 2024